terça-feira, 25 de maio de 2010

Treine seu cérebro



Neuróbica que deixa o cérebro afiado

Evitar fazer tudo no automático ajuda a turbinar a memória e a concentração.


Quem foi que disse que o cérebro não precisa de exercícios para se manter ativo? Se o nosso corpo necessita de malhação para ficar sempre em ordem e cheio de disposição, por que com a mente seria diferente?

O cérebro também vai perdendo sua capacidade produtiva ao longo dos anos e, se não for treinado com exercícios, pode falhar. O neurocientista norte-americano, Larry Katz, autor do livro Mantenha seu Cérebro Vivo, criou o que é chamado de neuróbica, ou seja, uma ginástica específica para o cérebro.

A teoria de Katz é baseada no argumento de que, tal como o corpo, para se desenvolver de forma equilibrada e plena, a mente também precisa ser treinada, estimulada e desenvolvida. É comum não prestamos atenção naquilo que fazemos de forma mecânica, por isso costumamos esquecer das ações que executamos pouco tempo depois.

"O objetivo da neuróbica é estimular os cinco sentidos por meio de exercícios, fazendo com que você preste mais atenção nas suas ações e então, melhore seu poder de concentração e a sua memória", explica a psicóloga especialista em análise comportamental e cognitiva, Mariuza Pregnolato. "Não se trata de acrescentar novas atividades à sua rotina, mas de fazer de forma diferente o que é realizado diariamente".
Para o neurologista da Unifesp Ivan Okamoto, tais exercícios ajudam a desenvolver habilidades motoras e mentais que não costumamos ter em nosso dia a dia, porém, tais habilidades em nada se relacionam com a memória.

"Se você é destro e começa a escrever com a mão esquerda, desenvolverá sua coordenação motora de modo a conseguir escrever com as duas mãos e caso um dia, tenha algum problema que limite a escrita com a mão direita, terá a esquerda bem capacitada para isso. Mas o fato de praticar este tipo de exercício não significa que você se verá livre de problemas como esquecer de pagar as contas, tomar o remédio, ou algo do gênero", explica o especialista.

Como funciona a neuróbica?
A neuróbica consiste na inversão da ordem de alguns movimentos comuns em nosso dia a dia, alterando nossa forma de percepção, sem, contudo, ter que modificar nossa rotina. O objetivo é executar de forma consciente as ações que levam à reações emocionais e cerebrais. São exercícios que vão desde ler ao contrário até conversar com o vizinho que nunca dá bom dia, mas que mexem com aspectos físicos, emocionais e mentais do nosso corpo. "São esses hábitos que ajudam a estimular a produção de nutrientes no cérebro desenvolvendo suas células e deixando-o mais saudável", explica Mariuza Pregnolato.

Quanto mais o cérebro é treinado, mais afiado ele ficará, mas para isso não precisa se matar nos testes de QI ou nas palavras cruzadas para ter resultados satisfatórios. "Estas atividades funcionam, mas a neuróbica é ainda mais simples. Em vez de se inscrever em um super desafio de matemática e ficar decorando fórmulas, que tal vestir-se de olhos fechados ou andar de trás para frente?", sugere a especialista. A proposta da neuróbica é mudar o comportamento rotineiro para "forçar" a memória. Por isso, é recomendável virar fotos de cabeça para baixo para concentrar a atenção ou usar um novo caminho para ir ao trabalho.

O papel dos sentidos
O programa de exercícios da neuróbica oferece ao cérebro experiências fora da rotina, usando várias combinações de seus sentidos - visão, olfato, tato, paladar e audição, além dos "sentidos" de cunho emocional e social.

"Os exercícios usam os cinco sentidos para estimular a tendência natural do cérebro de formar associações entre diferentes tipos de informações, assim, quando você veste uma roupa no escuro, coloca seus sentidos em sinal de alerta para a nova situação. Se a visão foi dificultada, e é isso que faz com que você sinta o efeito dos exercícios, outros sentidos serão aguçados como compensação", explica Mariuza.

Para estimular o paladar, uma dica bacana é fazer combinações gastronômicas inusitadas. Já pensou em misturar doce com salgado? Maionese com leite condensado?

Corpinho de 40 e mente de 20!
A neuróbica não vai lhe devolver o cérebro dos vinte anos, mas pode ajudá-lo a acessar o seu arquivo de memórias. "Não dá para aumentar nossa capacidade cerebral, o que acontece é que com os exercícios você consegue ativar áreas do seu cérebro que deixou de usar por falta de treino", explica Mariuza.

"Você só estimula o cérebro se o exercita, por isso quem sempre esteve atento a esta questão terá menos problemas de saúde cerebral, como demência e doenças cognitivas, como Alzheimer".

Dicas para você montar seu treino
O desafio da neuróbica é fazer tudo aquilo que contraria ações automáticas, obrigando o cérebro a um trabalho adicional, por isso:

1-Use o relógio de pulso no braço direito;

2-Vista-se de olhos fechados;

3-Estimule o paladar, coma comidas diferentes;

4-Leia ou veja fotos de cabeça para baixo concentrando-se em pormenores nos quais nunca tinha reparado;
5-Veja as horas num espelho;

6-Troque o mouse do computador de lado;

7-Escreva ou escove os dentes utilizando a mão esquerda - ou a direita, se for canhoto;

8-Quando for trabalhar, utilize um percurso diferente do habitual;

9-Introduza pequenas mudanças nos seus hábitos cotidianos, transformando-os em desafios para o seu cérebro;

10-Folheie uma revista e procure uma fotografia que lhe chame a atenção. Agora pense 25 adjetivos que ache que a descrevem a imagem ou o tema fotografado;

11-Quando for a um restaurante, tente identificar os ingredientes que compõem o prato que escolheu e concentre-se nos sabores mais subtis. No final, tire a prova dos nove junto ao garçom ou chef;
12-Ao entrar numa sala onde esteja muita gente, tente determinar quantas pessoas estão do lado esquerdo e do lado direito. Identifique os objetos que decoram a sala, feche os olhos e enumere-os;

13-Selecione uma frase de um livro e tente formar uma frase diferente utilizando as mesmas palavras;

14-Experimente jogar qualquer jogo ou praticar qualquer atividade que nunca tenha tentado antes.

15-Compre um quebra cabeças e tente encaixar as peças corretas o mais rapidamente que conseguir, cronometrando o tempo. Repita a operação e veja se progrediu;

16-Experimente memorizar aquilo que precisa comprar no supermercado, em vez de elaborar uma lista. Utilize técnicas de memorização ou separe mentalmente o tipo de produtos que precisa. Desde que funcionem, todos os métodos são válidos;

17-Recorrendo a um dicionário, aprenda uma palavra nova todos os dias e tente introduzi-la (adequadamente!) nas conversas que tiver;

18-Ouça as notícias na rádio ou na televisão quando acordar. Durante o dia escreva os pontos principais de que se lembrar;

19-Ao ler uma palavra pense em outras cinco que começam com a mesma letra;

20-A proposta é mudar o comportamento rotineiro. Tente, faça alguma atividade diferente com seu outro lado do corpo e estimule o seu cérebro. Se você é destro, que tal escrever com a outra mão?

Hábitos saudáveis
Outra atitude indispensável para manter a memória sempre afiada, é prestar atenção na qualidade de vida. O neurologista Ivan Okamoto sugere um estilo de vida mais tranquilo, com alimentação balanceada, sem vícios e com a prática regular de exercícios físicos para manter o corpo e a mente saudáveis.

"A melhor maneira de manter a memória em dia é cuidar da saúde, por isso é importante evitar cigarro e bebidas alcoólicas, seguir uma dieta equilibrada, praticar exercícios e exercitar o cérebro. Manter a atividade mental, seja trabalhando ou participando de alguma atividade em grupo, ajuda a elevar a autoestima e deixar a memória a todo vapor", explica o especialista.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Cristão perseguidos no Vietnã

Em desfile, viatinamitas comemoram os 35 anos da reunificação do país com o fim da guerra do vietnã.

VIETNÃ (21º) - Os cidadãos vietnamitas comemoraram hoje os 35 anos da vitória de seu país na chamada Guerra do Vietnã. O conflito, que durou mais de 20 anos e matou mais de 3 milhões de vietnamitas e 50 mil norte-americanos, marcou a vitória do regime socialista, implantado em todo o território desde então.

O povo vietnamita tem muito do que se orgulhar, pois, conseguiu sair vitorioso de uma sucessão de invasões que incluíam, além de americanos, franceses e japoneses, em mais de 30 anos ininterruptos de confronto.

Porém, a vitória do socialismo representou para os cristãos do país uma dura ameaça. Tida como a religião do invasor, o cristianismo foi severamente combatido pelo regime. Com o fim da guerra, todos os missionários estrangeiros foram expulsos do país, igrejas foram fechadas, cristãos foram presos e mortos. Era o fim da Guerra do Vietnã, mas o início de uma dura batalha para a Igreja.

Superando obstáculos

De maneira análoga a seu povo, os cristãos vietnamitas têm resistido bravamente neste período. Apesar de toda a perseguição e de todas as dificuldades, a Igreja permanece firme, graças ao suporte que recebe de irmãos de todo mundo, que se juntam a organizações como a Portas Abertas para interceder por ela e ajudá-la em todo o tempo.

Um dos participantes de um treinamento ministrado aos líderes de igrejas no ano passado afirmou: “O treinamento me encorajou, me ensinou e me alertou para várias coisas. Todos os dias enfrento muitas dificuldades e obstáculos no ministério. Ao estudar a vida dos profetas, vi que eles também sofreram, mas continuaram a obedecer a Deus, a proclamar a sua Palavra e a completar a obra. Eles confiaram em Deus, por experimentarem o poder de Deus em suas vidas, e entenderem que Ele é suficiente para sustentar os seus servos.”

Com testemunhos desse tipo, a Igreja vietnamita também tem muito a comemorar. Contrariando todas as expectativas, toda a intenção do governo, ela sobreviveu e tem crescido nos últimos anos. Lembre-se de sustentar em oração os nossos irmãos vietnamitas, para que a cada dia eles superem as barreiras da perseguição e levantem ainda mais alto a bandeira do evangelho de Cristo no país.

Cristina Ignacio

Fonte site portas abertas

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Trabalho no Hospital Federal de Bonsucesso



Louvores a Deus no lugar de gemidos

O povo que estava assentado em trevas viu uma grande luz; e aos que estavam assentados na região e sombra da morte raiou a luz. (Mt 4:16)

Na tarde de sábado dia 15 de dezembro de 2007 soprou a agradável brisa do Espírito Santo no Hospital Federal de Bonsucesso. Naquele dia o som dos gemidos de dor dos pacientes foi alterado por louvores ao Altíssimo. A tristeza deu lugar a alegria por causa da presença de Deus.
O ato de natal foi um evento realizado graças ao trabalho em conjunto da Administração da Emergência do Hospital, representada por Fabiana Mendes, apoiada pela Diretora Geral, Drª Sandra Azevedo, e a Diretoria da União de Jovens e Adolescentes da Assembléia de Deus Ministério de Caetés, na pessoa do Pr. Vladimir Calisto.
No horário de visitas pacientes, visitantes e funcionários do hospital foram levados ao pátio, onde ocorreu o evento.
O coral da UMADEC (União de Mocidade das Assembléias de Deus Ministério de Caetés), contando com 60 jovens e a Orquestra Harmonia, com 20 músicos, ministrou os louvores do Céu sobre aqueles que se encontravam tristes por saber que passariam o natal internados, proporcionando momentos de paz e alegria.
O coral cantou hinos evangelísticos que traziam mensagens de esperança, cura e bênçãos, mensagens que lembram o sacrifício de Jesus Cristo no calvário, levando todos os presentes, a uma reflexão sobre o verdadeiro sentido do natal. Os jovens coristas também distribuíram mensagens escritas da Palavra de Deus.
O evento contou também com a colaboração da capelania evangélica do hospital, representada pelo Pr.Miguel Kopanyshyn que ministrou uma mensagem da Bíblia Sagrada.
Após o evento realizado no pátio o Pr. Vladimir Calisto, juntamente com o maestro Tiago e o jovem músico Vinícius, foram à emergência, onde se encontravam os pacientes mais graves que não podiam se locomover. “O soar harmonioso dos instrumentos que foram tocados proporcionou mudanças na face de alguns pacientes que de expressões de dor, passaram a esboçar um leve sorriso e aspecto de alívio” - Relata o jovem Vinícius.
O resultado do trabalho foi que o nome do Senhor Jesus foi glorificado e isso pode ser visto através das lágrimas derramadas pelos pacientes que voltavam às suas enfermarias com seus corações aliviados e pelo pedido que era feito por eles para que fosse realizado novamente este evento.
Os jovens da Assembléia de Deus Ministério de Caetés louvam a Deus por poder estar cumprindo a sua palavra que diz: Adoeci, e visitastes-me. E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. (Mt 25.36b, 40)
Atendendo ao pedido dos pacientes e contando com o apoio da administração hospitalar e capelania evangélica do HFB em 03 de Abril de 2010, retornamos ao hospital para realizar a cantata de Páscoa.
Novamente o coral e orquestra dos adolescentes e jovens da Igreja Assembléia de Deus Ministério de Caetés se fizeram presentes. Tendo a Palavra de Reflexão ministrada pelo Pr.Vladimir Calisto.
O Evento teve a participação de pacientes, acompanhantes, profissionais de saúde da instituição e outros. Após o evento da praça, os pacientes dos setores de pediatria e emergência, com a autorização dos responsáveis pelos setores, foram visitados pelos os músicos ao som do violino e flauta.
Em tudo louvamos ao Senhor Jesus Cristo, pois nEle, por Ele e para Ele são feitas todas as coisas. A Ele seja a honra, a glória e o louvor.


AOS ADOSLESCENTES E JOVENS QUE PARTICIPARAM DAS CANTATAS NO HOSPITAL FEDERAL DE BONSUCESSO

A paz de Cristo!

Gostaria de externar a minha gratidão a Deus pela vida de todos os adolescentes, jovens e músicos que participaram das cantatas no Hospital Federal de Bonsucesso.
A motivação que levou cada um a se empenhar na realização deste evento foi transmitir o amor de Deus através de nossas vidas. Um sentimento de satisfação encontrou lugar em nosso ser por ter a oportunidade de realizar a vontade do Senhor.
Alguns pacientes fragilizados pelas dores no corpo e também na alma, carregavam o sentimento de solidão e frustração de saber que passariam datas como natal e páscoa em uma enfermaria de hospital. Este sentimento foi superado pelos momentos de alegria e esperança que tiveram na cantata, pois perceberam que existem pessoas que se importam com eles e um Deus que ainda que invisível aos olhos humanos pôde ser visto e sentido o seu amor através de adolescentes e jovens que num sábado às portas do natal e páscoa não estavam em um shopping disputando o último par de sapatos ou chocolates, mas estavam sendo a imagem de Cristo como mensageiros da esperança em um lugar de sofrimento.
Louvo a Deus pela vida de cada Isaías, Daniel, Pedro, Paulo, do século XXI e que em cada um de vós permaneça o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus.
Um grande abraço e que o amor pelos perdidos e necessitados reine em seus corações.


Pastor Vladimir Calisto


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...